Perguntas Frequentes – FAQ

Os passageiros têm que ter e levar bicicleta própria?

Sim. Recomenda-se ainda que os encarregados de educação verifiquem o estado da bicicleta antes de sair de casa, nomeadamente a pressão dos pneus e a altura do selim. Caso a bicicleta esteja parada há algum tempo, é aconselhável fazer uma revisão mecânica completa. Os monitores do comboio também podem fazer alguma reparação ou ajuste rápido que seja necessário, desde que o cumprimento do horário não fique comprometido.

Além da bicicleta, é necessário mais algum acessório?

É recomendável ter um cadeado para a bicicleta. Saber prender corretamente a bicicleta é uma aprendizagem importante para as crianças e os monitores do comboio darão a ajuda necessária na chegada à escola. O cadeado também é útil para situações imprevistas em que seja necessário prender a bicicleta antes de chegar ao destino.

Qual o nível de habilidade necessária com a bicicleta para uma criança poder participar?

É preciso saber andar sem rodinhas e conseguir executar as seguintes manobras autonomamente:

  1. Arrancar eficazmente e pedalar sem ajuda;
  2. Equilibrar-se em duas rodas e conduzir de modo a fazer a bicicleta seguir na direção pretendida;
  3. Parar sem ajuda e em segurança, usando os travões da bicicleta.

É necessário que a criança saiba o Código da Estrada?

Não. Os passageiros do comboio deverão cumprir as regras indicadas pelos maquinistas e todas as instruções que forem dadas por estes ao longo do percurso, assegurando assim o cumprimento do Código da Estrada. A participação regular nos comboios de bicicleta permitirá às crianças adquirir de uma forma prática conhecimentos sobre as regras de trânsito, o que é uma das vantagens deste programa.

É necessário usar capacete?

Não é obrigatório usar capacete, ficando essa decisão inteiramente ao cuidado dos encarregados de educação.

As crianças são acompanhadas por adultos durante o comboio?

Não é obrigatório usar capacete, ficando essa decisão inteiramente ao cuidado dos encarregados de educação.

É necessário pagar alguma coisa?

As crianças e encarregados de educação não pagam por este serviço. Dependendo da linha e das entidades envolvidas, as atividades são financiadas por parceiros do projeto.

Quantos monitores acompanham o comboio?

Dependendo das condições do percurso e idade das crianças, podem ser aplicados rácios diferentes de monitor/passageiros. O rácio mais comum é o de 1:4, ou seja, um monitor por cada quatro crianças. No entanto, é frequente haver mais adultos presentes do que o mínimo necessário, por exemplo quando existem pais a acompanhar o comboio.

O comboio de crianças é acompanhado por adultos?

Sim, haverá sempre pelo menos um adulto responsável pela condução do comboio. Este poderá ser ajudado por outros adultos monitores que queiram participar (membros do projeto CicloExpresso, familiares e outros membros da comunidade).

Como é definido o percurso do comboio?

A partir das inscrições recebidas, o percurso é definido de modo a passar próximo de cada residência, definindo-se locais de paragem onde os passageiros entram no comboio. Assim, o percurso poderá não ser o mais direto entre a casa e a escola, mas permitirá às crianças começarem o dia com uma viagem divertida, saudável e em grupo. A equipa do projeto avalia também o nível de segurança e conforto da rede viária e ciclável disponível, otimizando os percursos definidos com base nessa informação.

Quando não existe ciclovia, o comboio circula pela estrada?

Sim. Todos os percursos que utilizamos são avaliados previamente em termos de segurança, conforto e ajustados à idade e destreza das crianças participantes. Os maquinistas são formados para conduzir comboios de bicicleta em contexto rodoviário, quando não existam vias dedicadas para bicicletas, sendo capazes de manter a coesão, visibilidade e segurança dos passageiros.

O comboio circula pelos passeios?

Por regra, não. Em casos excecionais, como seja uma zona sem alternativa segura ou um comboio recente onde seja necessário dar tempo de habituação às crianças, podemos fazer uso da regra do Código da Estrada que permite às crianças até aos 10 anos de idade circular de bicicleta no passeio.

E ao chegar à escola, onde fica a bicicleta?

As escolas abrangidas deverão ter disponível um local seguro para estacionamento das bicicletas. Todos os intervenientes (escolas e autarquias) são regularmente informados de constrangimentos que possam ocorrer, de forma a garantir a disponibilidade de lugares e qualidade do serviço à chegada à escola.

Além da ida para a escola, também existe comboio regresso?

Normalmente não, mas dependerá das circunstâncias de cada linha. Dado que os horários de saída da escola podem variar e o destino nem sempre é o domicílio, os comboios de regresso apresentam maiores desafios logísticos. Deixamos aqui algumas sugestões de como realizar a viagem de volta em dia de comboio de bicicletas:
a) Acompanhar a pé ou de bicicleta a criança;
b) Transportar a bicicleta no carro ou nos transportes públicos;
c) Organizar com outros encarregados de educação um comboio de regresso;
d) A criança regressar sozinha ou acompanhada por colegas.

Os encarregados de educação podem acompanhar de bicicleta o comboio?

Sim. Incentivamos a participação dos encarregados de educação. Além de aumentarem a visibilidade do comboio, poderão aproveitar todas as vantagens de viajar de bicicleta em grupo e acompanhados por monitores experientes. Se já é um utilizador de bicicleta experiente, poderá também voluntariar-se para desempenhar funções de monitor nos comboios.

Braga – Questões frequentes

É necessário pagar alguma coisa?

Não. Este é um projeto suportado pela Câmara Municipal de Braga e pelos voluntários que participam no comboio.

Lisboa – Questões frequentes

É necessário pagar alguma coisa?

Não. Este é um projeto suportado pela Câmara Municipal de Lisboa e pelos voluntários que participam no comboio.

Como posso aceder a mais informações?

Pode aceder a mais informações relativamente ao Programa Municipal de Comboios de Bicicleta de Lisboa, através deste link.